​Estudar para concurso é estressante. Será?!

Então, será que você está cansado realmente ou será que você está estressado? Ou será que esse seu desânimo, essa sua fadiga, essa sua falta de coragem para estudar tem uma razão diferente da que você imagina? É disso que vamos tratar aqui nesse episódio.

Mas antes de começar, como de costume eu quero falar para você sobre a nossa a Proluno, a plataforma que lhe permite estudar com os melhores professores do Brasil, ali cara a cara, bem pertinho, mas tudo de forma virtual. Nós desenvolvemos uma plataforma exclusiva em que você tem a possibilidade de encontrar com um professor ao vivo.

Nosso foco são aulas ao vivo para concurso, mas eu queria contar uma novidade aqui bem interessante. Nós desenvolvemos mais um produto para oferecer para você, que são as nossas mentorias. Mentoria é muito diferente de coach, mas dentro da Proluno você vai poder encontrar professores que farão mentoria para concursos específicos. Cada professor com a sua metodologia, com o seu modo de ensinar, com os seus pacotes de serviços. Estão lá à disposição para você contratá-los, sem dificuldade alguma.

Isso é muito interessante, porque você não precisa ficar procurando na internet, no facebook, se o professor faz mentoria ou não. Basta você entrar na Proluno, clicar em cursos, depois em mentoria e você vai saber quais os professores que fazem esse tipo de trabalho e poder contratá-los diretamente lá, porque cada professor vai poder explicar na sua página como é a sua metodologia.

Fica aí o convite. Cadastre-se na Proluno, é totalmente gratuito e você vai saber de todas essas novidades muito mais rápido do que as outras pessoas, porque você vai receber as novidades por e-mail. Ok?

Então, será que você está realmente estressado ou é só cansaço? Ou será que você está realmente cansado e não é stress?

Eu tive o insight desse episódio quando eu vi um artigo que eu tinha escrito há um tempo atrás sobre é possível estudar para concurso sem estresse. Isso está lá no meu site www.ronieremiranda.com. É um site que eu uso para publicar meus artigos.

Bem, esse artigo fala também de uma frase ou de umas entrevistas em que o filósofo Mario Sergio Portela dá uma diferença fantástica em relação a cansaço e estresse. Ele fala o seguinte: que cansaço é esforço intenso e estresse é esforço sem sentido. Jogar bola o dia todo cansa, mas não estressa. Assistir televisão o dia todo pode cansar, mas não estressar, para quem gosta também. Estudar o dia todo pode cansar, mas não deveria estressar.

O estresse decorre basicamente da sua falta de objetivo de fazer tal atividade. Todas as vezes que estamos fazendo uma atividade que ela é repetida durante minutos, horas, dias e meses e que não vemos o sentido em relação a essa atividade, essa atividade vai nos estressando, nos fadigando, vai nos esmagando aos poucos com o passar do tempo. Ao contrário das atividades que nós temos um objetivo claro porque estamos executando aquela atividade ou aquele hábito, isso é muito diferente, porque ele pode até nos cansar, mas estressar raramente isso vai acontecer.

Mas se você tem dúvida se você está estressado ou se você está cansado, o próprio filósofo Mario Sergio Cortela dá uma dica muito simples e muito interessante. Pense só. Se amanhã o seu despertador tocar às 6 horas da manhã e você quiser dormir um pouco mais, isso é cansaço. Mas em vez de você querer dormir um pouco mais, você não quer é sair da cama, ah isso com certeza é estresse

Mas, Roniere, o que importa se eu estou estressado ou cansado? Qual a diferença? Olha faz muita diferença, mas muita mesmo. Porque se você está cansado, você tem que prestar atenção na sua rotina, se você consegue mudar algo da sua rotina que lhe deixe mais aliviado ou se não for o caso, se não conseguir mudar algo da sua rotina, você pode pagar o preço realmente e ficar nessa rotina pesada até o dia do concurso, se estiver perto, se não for questão de muitos meses, e suportar esse cansaço até o dia. Mas se for estresse você tem que tomar muito mais cuidado, porque ele acarreta várias e várias outras doenças. É a porta de entrada para outras doenças muito mais graves.

Imagina só: você já está em um ritmo bom, já com bastante conteúdo assimilado, ser surpreendido por um problema muito mais grave do que o estresse porque não soube identificar que você estava estressado e tentar alternativas para eliminar isso.

E a principal e mais clara alternativa para o estresse é saber exatamente para que você entrou nessa vida de concurseiro. Nós já falamos algumas vezes sobre isso, sobre nosso propósito, sobre nosso ideal de vida, sobre os nossos objetivos claros e não conflitantes com outros objetivos, ou seja, se você quer eliminar o estresse de estar estudando, de estar acordando cedo, de estar se dedicando tanto para o seu concurso, o primeiro passo que você tem que dar é ter clareza do porque você está nessa vida de concurso.

Porque somente quem está nela sabe o quanto é cansativa e, com o passar do tempo, esse cansaço pode se transformar em estresse justamente porque você perde de vista o motivo que lhe fez entrar nessa vida de concurseiro. Às vezes você passa alguns meses, anos, um, dois, três, e você perdeu o foco que tinha lá no início. Porque quando você entra nessa vida de concurso para estudar, geralmente você tem um motivo bem forte no início, mas esse motivo vai se diluindo com o passar do tempo e ele é substituído somente pelas horas cansativas de estudo. Então, isso é fundamental para você retomar todos os dias aquela convicção, aquela força de vontade, aquela certeza do porque está nessa vida de concurso.

E para finalizar, eu queria contar a história de um homem que trabalhava em uma pedreira onde o trabalho dele é quebrar pedras muito grandes a marretadas. Você imagina que no interior do Brasil isso ainda é muito comum, com poucos recursos para dinamitar, para quebrar com explosivos, muita gente ainda trabalha dessa forma, quebrando pedras a marretadas.

Pois bem, se você for passar ao lado desse homem ou ficar lá observando ele trabalhar, você vai verificar que esse homem martela uma vez, duas, cem, duzentas e muitas vezes a pedra parece que não sofreu nenhum arranhão e se você passa por lá e não se detiver por mais um tempo você vai pensar que aquele homem está trabalhando à toa, que ele não vai conseguir quebrar aquela pedra. Mas se você tiver um pouco de paciência e observar mais um pouco, você vai verificar que depois de centenas de marretadas, marteladas, como uma mágica a pedra se desfaz em milhares de pedaços. Isso é incrível.

Depois de muitas marretadas, em que não saia praticamente nem uma lasca da pedra, a pedra se desfaz, porque ela foi acumulando pancadas durante aquelas horas de trabalho. E é assim com o seu objetivo. Às vezes você está martelando dia após dia, está estudando dia após dia e como num passe de mágica você passa no seu concurso tão sonhado e tão aguardado. E é por isso também que esse mesmo homem que estava martelando, se ele não tivesse a certeza que uma hora aquela pedra ia se desfazer em mil pedaços, ele teria parado de martelar e quem sabe faltando apenas algumas marteladas ele teria desistido e não teria conseguido o seu objetivo.

Seja como essa pessoa, esse trabalhador, que martela tendo a certeza absoluta que em determinada martelada, você pode não saber qual, mas em determinada martelada seu objetivo vai ser alcançado, você irá passar com a absoluta certeza no concurso que você sonha. Basta não desistir.

Se esse conteúdo gerou algum tipo de valor para você, eu peço que você compartilhe o conteúdo, comente com um amigo. Eu espero de coração, realmente, que esse conteúdo, assim como outros aqui da Proluno, faça diferença na sua vida de concurseiro.

Um grande abraço!

Este foi mais um episódio de nosso SuperaCast. Para escutá-lo, clique aqui

Veja também

Deixe seu comentário