Dicas e benefícios de atividades físicas para concurseiros

Acorda cedo, vai ao trabalho, chega em casa e faz os afazeres domésticos, estuda para concursos, tem que se alimentar, dormir e...ufa! Cansamos! Identificou-se com isso? Uma rotina bem intensa, cansativa e muito comum, não é mesmo. E embora o seu dia a dia não seja completamente assim, mas só pelo fato de estudar para concursos já é algo que deixa qualquer rotina bastante movimentada e, diversas vezes, estressante.

E nessa movimentação toda durante o tempo de preparação para concursos, quantas vezes você já se sentiu cansado(a)? E não falamos aqui de questões relacionadas à motivação e, sim, de cansaço físico e mental. Inúmeras vezes, nós sabemos. Cumpre horários, metas, tem organização, planejamento, tem foco, mas quantas vezes já sentiu que não tem tido um bom desempenho nos estudos? Muitas! E o que tem feito para mudar isso? Nada?!

Pois de acordo com um estudo realizado pela renomada cientista Henriette van Praag (Ph.D), do Laboratório de Neurociências do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, a prática regular de exercícios físicos ajuda a pensar com mais clareza, melhora a memória e proporciona um grande ganho na aprendizagem. A pesquisa afirma que, mediante exercícios regulares, há maior produção de neurônios e um aumento das substâncias que atuam na nutrição e desenvolvimento dessas células. O estudo foi publicado pela revista Current Topics in Behavioral Neurosciences.

E tem muito mais. Segundo o Salk Institute, na Califórnia, pessoas adultas que praticam exercícios físicos pelo menos três vezes por semana melhoram em até 15% a sua capacidade de concentração. Além disso, outro benefício que se tem com a atividade física é a redução ou alívio do estresse. Ao movimentar-se, o corpo libera beta-endorfina, uma substância que proporciona bem estar.

É, como vimos, as pesquisas acima respondem perfeitamente àquelas perguntas do começo do artigo. O cansaço, o estresse, a falta de concentração e o baixo rendimento nos estudos são problemas que têm solução. Aliado a toda a sua dedicação e foco nos estudos, o que você provavelmente precisa também é movimentar o seu corpo. E esse movimentar requer atividades adequadas para seu propósito como concurseiro.

De acordo com a Personal Trainer e especialista em lesões no esporte e prescrição de exercício físico, Alline Lustosa, a atividade física ideal, no caso de estudos, é aquela que ajuda a relaxar e a melhorar sua qualidade de vida. Nesse caso, destacam-se os exercícios aeróbicos, pois eles podem promover uma maior oxigenação do cérebro, melhorar a capacidade cardiorrespiratória, que vai fazer ficar mais disposto, e também elevar as reservas de energia nos músculos, o que aumenta a resistência.

Dentre os exemplos de aeróbicos está a caminhada. As caminhadas ajudam a aliviar o estresse, geram benefícios hormonais e diminuição do risco de doenças cardiovasculares. E como sabemos que os investimentos para se manter na vida de concurseiro são bastante elevados também (livros, aulas, salas de estudos, inscrições, viagens...), essa é um tipo de atividade física adequada para todos, pois não requer recursos financeiros. Basta um tênis e disposição. Ou seja, não tem desculpa para não se exercitar.

Mas como para tudo na vida, tudo demais é veneno, com a prática de atividade física não seria diferente. “É bom ressaltar que, qualquer que seja a atividade, o excesso não faz bem para o rendimento nos estudos. Por isso, durante o período que o estudo exigir mais do concurseiro, a prática das atividades físicas deve ser bem mais moderada’, ressaltou Alline.

Além dos aeróbicos, alguns outros podem ser fundamentais na árdua preparação para concursos públicos.

#Musculação

Passar horas e horas sentados em uma cadeira faz parte do processo rumo à aprovação. E, convenhamos, isso não chega a ser algo tão confortável. Dor nas costas é quase uma reclamação unânime entre concurseiros. Para aliviar esse problema, a musculação ajuda a manter uma postura mais adequada, principalmente quando praticada na região do abdômen e das costas. Claro, tudo isso acompanhado de um profissional que vai fazer uma avaliação física sua e indicar a série que mais vai ajudar no que pretende.

#Pilates

O Pilates treina a respiração correta e, assim, ajudará você a ficar mais calmo. E ter calma é imprescindível para quase tudo, principalmente na semana e nos dias que antecedem a prova

#Esportes Coletivos

Seja futebol, vôlei, basquete, handebol, dentre outros. Todos eles, por serem esportes de competição, ajudam no desempenho do cérebro, a mente a manter o foco e também são grandes aliados no combate ao estresse.

Além disso, os esportes coletivos trazem o convívio social, muitas vezes deixado de lado durante os estudos. Convívio esse que só traz benefícios, com a troca de momento e conversas que não sejam só sobre concurso. Eles proporcionam sentir-se parte do mundo e não um estranho a ele. Isolar-se completamente aumenta o estresse, a ansiedade, tudo o que prejudica os caminhos para a aprovação.

E QUAL O MELHOR HORÁRIO?

Ainda segundo Alline Lustosa, a atividade física praticada pela manhã, logo cedo, além de ajudar a manter a rotina, faz com que a pessoa inicie o dia bem, tanto fisiologicamente, como psicologicamente.

“Já com relação ao período da noite, é uma forma de relaxar depois de um dia intenso, de muito estudo, trabalho e estresse. O estudante, no caso, ainda se beneficia da temperatura corporal, um fator que pode melhorar o desempenho”, declara Alline. “Porém, após às 22h não é interessante praticar atividades físicas, principalmente as de alta intensidade, pois elas podem afetar o sono”, concluiu a Personal Trainer.

E um estudo holandês publicado na revista Current Biology apresentou um resultado interessante e motivador. Relacionando consolidação da memória e atividades aeróbicas, a pesquisa mostrou que a malhação deve ser feita algumas horas depois de fechar os livros, pois essa prática imediata de exercícios físicos ajuda a memorizar o que estudou. Os autores acreditam que exercícios físicos ajudam o cérebro a guardar as informações por mais tempo, devido a reações químicas impulsionadas pela movimentação do corpo.

E então, concurseiros, que tal , a partir de hoje, aplicar na prática a famosa frase “corpo são, mente sã”? Ou ainda vão continuar com aquele fazer “Nada” do começo do artigo? Quase todo concurseiro acha que qualquer atividade que não seja o estudo e tudo relacionado a ele faz perder tempo. Mas engana-se! Como podemos ver, atividades físicas são tão importantes quanto e ainda podem ser encaixadas em qualquer realidade. O que precisa é ter organização. Mesmo que esteja com o edital aberto e rotina de estudos mais intensa, trabalho o dia todo, tem filhos, organize seu tempo para se exercitar pelos menos três vezes por semana. O que não pode é priorizar dias e horas na academia em detrimento dos estudos.

Diante de tudo visto até aqui, nem só de dedicação, disciplina nos estudos e horas nos livros vive um concurseiro. Tente mudar seus hábitos e coloque algumas horinhas de atividade física na sua programação. Elas são excelentes complementos dos seus estudos e podem fazer uma grande diferença rumo à sua aprovação.

Por falar em hábito, o Livro: Finalmente Concursado, Como adquirir o hábito de estudar para concurso e garantir uma vaga, traz diversas técnicas que podem ajudar você a conciliar estudo e atividade física. Vale a leitura!

Por isso, let’s move!

Grande abraço!!!

Veja também

Deixe seu comentário