Por que fazer Simulados? Veja os benefícios que eles trazem na sua preparação para concursos

Olá, amigos Prolunos.

Como estão?!

Estudando devidamente teorias, fazendo muitos exercícios, cumprindo metas e revisões e você ainda tem a sensação que a ansiedade domina quase que por completo e que ainda falta algo para o dia da prova? É, possivelmente falta mesmo: trazer a realidade do concurso para a rotina de estudos. Como assim?!

Aplicar no dia da prova tudo o que foi aprendido e treinado durante meses pode ir bem mais além de leituras em dia, videoaulas em dia, exercícios em dia, revisões em dia. Tudo isso são atividades que todo concurseiro faz. Ou pelo menos deveria fazer. Mas durante nossa preparação também podemos incluir, de forma constante, algo a mais e que pode nos diferenciar e muito rumo à aprovação: os famosos SIMULADOS.

Um dos significados da palavra Simulado, de acordo com o dicionário Aurélio, é o “de fazer crer, aparentar; é o de fazer parecer real”. E é basicamente por meio dos simulados que temos uma noção real de como anda nossa preparação. Corroborando ainda mais essa definição, é justamente através de simulados que é possível trazer a realidade da prova para dentro de nossa casa, dentro de nossa rotina.

Mas e então, na sua programação semanal tem horário reservado para fazer simulados? Se a resposta foi sim, que ótimo! Eles só têm a trazer benefícios em seus estudos. Mas se a resposta foi não, vamos mostrar em alguns pontos a importância de se fazer simulados.

1. FAMILIARIZAR-SE COM A BANCA

Se tem algo que conhecemos bem é a nossa família. A convivência, diária ou não, nos permite saber das qualidades, dos defeitos, dos objetivos, da realidade, dos gostos e preferências de cada um (pai, mãe, irmãos, tios, primos...). E familiarizar-se com uma banca de concurso é quase isso também. É conhecê-la mais profundamente, conhecer os seus gostos, digamos assim. Os simulados têm o poder de te fazer ser quase um parente de uma Cespe ou uma FCC, por exemplo. Eles fazem com que você conheça o estilo da banca, quais assuntos são mais cobrados em detrimento de outros, quais as famosas “pegadinhas”, a linguagem que elas utilizam.

“Mas só fazendo questões eu não saberei disso tudo?”, você deve ter perguntado. Também saberá. E fazer exercícios é parte crucial para uma aprovação (Temos um Guia Completo sobre Questões de Concursos. Se ainda não viu, CONFIRA AQUI). Mas no dia da sua prova não terá questões isoladas, escolhidas pelo assunto que você estudou no dia anterior, ou aleatoriamente. O simulado vem para trazer também a dimensão real de um certame, ao reunir, de uma só vez, todas as disciplinas com questões de provas anteriores, com a quantidade que será cobrada no seu concurso, a distribuição dos assuntos, simulando a prova mesmo.

2. MÉTODO DE ESTUDOS

Os simulados são úteis para nos direcionar em nossos estudos. Ao fazermos essa reunião de todas as disciplinas com questões de provas, entendemos a forma como os assuntos que estudamos são aplicados e, com isso, podemos saber se o nosso método de estudo tem sido eficaz ou, caso não, entender qual o melhor a ser utilizado. Dessa forma, praticando também por meio de simulados, ainda podemos direcionar mais adequadamente nossos estudos

3. ESTRATÉGIA

Os simulados também proporcionam com que saibamos antecipadamente qual a melhor abordagem, qual a estratégia vamos utilizar para resolver a prova do concurso. Depois de treinar por eles, você vai saber definir se o melhor na hora da prova vai ser começar por Português ou com redação, ou será iniciar com Direito Eleitoral, passar para Direito Administrativo, Constitucional, até finalizar com a redação. Quando chegar no concurso do TRE-SP, por exemplo, já saberá exatamente qual seu caminho a percorrer na prova. E saber isso é possível fazendo também simulados.

4. TREINAMENTO E AUTOAVALIAÇÃO

Os simulados possibilitam um treino completo. Permitem que você teste seus conhecimentos de forma geral, integral, que fixe o conteúdo estudado, verifique o seu grau de aprendizagem e identifique o que ainda possui dificuldade e o que ainda gera dúvidas.

Além disso, os simulados também permitem que façamos uma avaliação de nós mesmos, ao passo em que estaremos inseridos no universo de provas anteriores. Qual foi meu rendimento? Em quais matérias preciso melhorar? Quais disciplinas já estão em um bom nível de estudo? A pontuação que fiz me colocaria dentro da lista de aprovação? É repensar o que foi aprendido e melhorar o que deve ser melhorado.

5. TEMPO

Um quesito importante que o simulado traz é fazer com que possamos ter uma ideia do tempo médio que gastamos em cada questão, além, claro, do tempo que gastamos para resolver todo o simulado. Como os simulados projetam a realidade do concurso, trazendo os mesmos números de questões e demais regras da prova, certamente com esse treinamento você poderá estabelecer o tempo que será necessário para terminar a sua prova sem esquecer de nada, sem qualquer “aperreio” para marcar o gabarito porque o tempo já está quase ao seu final, terminar em tempo hábil até para fazer uma releitura geral, se possível.

6. MENOS ANSIEDADE

Por já ter trazido a realidade da sua prova para a sua rotina de estudos, por meio dos simulados, você estará bem preparado para o grande dia, pois treinou o tempo médio que precisará para concluir a prova, viu o estilo da banca, não será pego de surpresa com “pegadinhas”, identificou a estratégia para responder a prova, revisou e fixou o conteúdo. Assim, certamente estará bem preparado, e quando isso acontece, logo nos sentimos mais seguros, confiantes, concentrados e, claro, menos ansiosos. E sabemos bem o quanto a ansiedade atrapalha bastante o nosso rendimento e tarda a nossa aprovação.

Muitos concurseiros escolhem apenas estudar por livros, videoaulas, revisões e questões. Mesmo os que incluem simulados no planejamento, acabam não fazendo-os constantemente. Claro que cada um sabe o que é melhor para si e quais as reais necessidades para o momento, mas devemos ter claro em mente que os simulados, em algum momento de sua vida de concurseiro, vão ter que existir. 

Claro que os simulados não substituem os livros, questões, videoaulas, revisões, resumos. Eles se aliam a todos esses instrumentos de estudos e complementam uma boa preparação. Eles assumem funções fundamentais para nossa aprovação e são um reforço no processo de aprendizagem, seja mediante todos os tópicos até então mencionados, seja pela absorção de novos conhecimentos, seja por nos fazer identificar as nossas dificuldades e limitações, seja por, mesmo dentro de nossa casa, proporcionar para nós um contato direto com uma realidade próxima da nossa prova. 

E então, vamos treinar também por simulados?! 

Bons estudos!!!

  • Temos algumas dicas de Simulados para você!!!

   

      

Artigo escrito por Nahiza Monteles

Veja também

Deixe seu comentário