Como aumentar a quantidade e qualidade de suas horas de estudo

Olá! Tudo bem?

No artigo de hoje eu trago um tema que para mim é muito importante, que é a busca do concurseiro em aumentar suas horas de estudo constantemente. E não só aumentar as horas, aumentar também a qualidade dessas horas.

Em outro momento já falei de duas obsessões que o concurseiro deve ter, que é a de aumentar sua quantidade de horas e aumentar sua qualidade de horas. Falei muito rapidamente. Já neste artigo vou abordar melhor esse tema, essas duas obsessões que o concurseiro deve ter, aumentar suas horas e aumentar a qualidade dessas mesmas horas.

Pois bem, como eu consigo aumentar a quantidade das minhas horas? No meu Livro Finalmente Concursado, em um dos dois ou três capítulos finais, eu falo especificamente disso, de como usar uma técnica bem simples que vai fazer com que você reveja a quantidade de horas que você está dispondo hoje para os seus estudos.

Essa técnica é realmente simples, eu devo ter pego de algum livro sobre produtividade, é um tema que eu gosto muito, como aumentar sua produtividade, e eu encaixei esse tema dentro do mundo dos concursos.

A técnica consiste basicamente em você separar o seu tempo ou a sua rotina e colocar as atividades em três grandes grupos. Essas atividades se encaixariam nas atividades essenciais, nas atividades alteráveis e nas atividades que são descartáveis.

Vamos lá exemplificar para ficar bem mais claro. As atividades essenciais são aquelas que você não pode abrir mão, aquelas atividades que você não consegue continuar sua vida cotidiana se eliminar essa atividade, como exemplo comer. Alguns dizem também que a atividade do sono é essencial. Brincadeiras a parte, mas cada um sabe o que é essencial na sua vida. Pois bem, você coloca essas atividades, quantas horas você destina para cada uma delas e soma essas rotinas do seu dia.

O segundo grupo é o grupo daquelas rotinas que você pode descartar, que você está fazendo hoje em dia, mas pode eliminar por completo da sua vida, que são as atividades descartáveis. E o terceiro grupo são aquelas atividades que você pode alterar de alguma forma.

Falando das atividades descartáveis, você pode analisar seu dia e verificar, por exemplo, que você está gastando muito tempo assistindo TV ou acessando a internet ou usando aplicativo ou visitando parentes, não sei.

O interessante dessa técnica é que cada um sabe quais são as atividades descartáveis ou atividades que você pode eliminar do seu dia. E também você faz o cálculo para essas atividades.

E, por fim, você coloca no outro grupo, o grupo das atividades que você pode alterar. Essa alteração pode ser de dois tipos. Um é a quantidade de horas que você determina para essas atividades. Por exemplo, academia é uma atividade que você pode alterar a quantidade, de cinco vezes na semana você pode diminuir para três, ou ao invés de você alterar a quantidade você pode alterar o horário, pois também pode fazer muita diferença. Usando esse exemplo da academia, ao invés de você malhar pela manhã, você pode malhar a noite e pode ser que com isso uma pequena alteração dessas atividades faça com que o seu estudo realmente renda mais.

Pois bem, é uma técnica simples, como eu falei. A ideia é você quantificar a quantidade de horas para cada um e ir eliminando ou alternando ou melhorando cada uma dessas atividades com um único intuito, aumentar sua quantidade de horas de estudo.

Eu falei que essa é a primeira obsessão do concurseiro, que é aumentar sua quantidade de horas. Por quê é uma obsessão? Porque você deve sempre correr atrás disso. Quando pensar que está estudando o suficiente, sempre você pode achar uma brecha para estudar um pouquinho mais e usando essa técnica que eu falei você vai conseguir aumentar um pouco, sempre um pouco mais essa quantidade de horas que tem.

A segunda obsessão é a questão da qualidade, da qualidade das horas de estudo. Não adianta nada você estudar 5, 6 ou 8 horas por dia e não ter qualidade nesses estudos.

Pois bem, a qualidade do estudo está basicamente atrelada a dois grandes pilares, que é a parte psicológica e a parte física. Quanto mais você estiver bem fisicamente e psicologicamente, mais você vai ter qualidade nos estudos.

E fisicamente você vai poder ter "n" fatores, como qualidade do seu sono, qualidade na sua alimentação, exercício, tem "n" fatores que contribuem para que você esteja bem fisicamente.

E assim também, você tem "n" fatores que contribuem com o seu fator psicológico. Desde problemas familiares, problemas no trabalho, definição de foco, concentração, são "n" fatores também. O importante é que você tem que entender que você tem que cuidar desses dois pilares, físico e emocional, para que tenha maior qualidade no seu estudo e assim complementar com a outra obsessão que é a quantidade.

Pessoal, basicamente era esse o recado que eu queria dar para você e se gostou da dica pode comentar logo abaixo do artigo, assim eu saberei se o que estou passando para você realmente tem agregado valor nos seus estudos.

Abraços,  

Roniere Miranda

Este foi mais um episódio de nosso SuperaCast, o nosso podcast semanal, que neste episódio foi em formato de vídeo. Para assisti-lo, CLIQUE AQUI

Veja também

Deixe seu comentário