Estudar pouco, muito ou não estudar nada. Qual o mais prejudicial?

Olá! Tudo bem?

Eu sou o Roniere Miranda e eu estava gravando umas questões para a Proluno e pensando aqui sobre um tema. Nessa semana recebi algumas perguntas de concurseiros e algumas pessoas que me acompanham pelas redes sociais. E tive vontade de falar sobre esse tema, sobre a questão de quantas horas você deve estudar por dia, se você deve estudar oito horas, dez horas ou três horas para começar.

Então, por que estudar mais ou menos é pior do que não estudar nada?

Essa é uma teoria que eu tinha quando era concurseiro, quando eu estudava para concursos. E eu pensava dessa maneira: ora se eu estudar pouco, se eu estudar menos do que é necessário para passar, eu vou ter algumas conseqüências danosas para a minha preparação. Primeiro, não vou passar. Isso é uma conseqüência lógica. Mas algo tão ruim quanto não passar é se frustrar. Exatamente. Não conseguir estudar o suficiente trás para você uma frustração, algo que vai minando sua força de vontade, vai minando a sua capacidade de conseguir acumular horas de estudo, vai minando a sua confiança em si mesmo.

Por isso eu sempre acreditei que estudar mais ou menos, estudar pouco, não estudar o suficiente é pior do que não estudar. Porque quando você não estuda, não estuda nada, você não cria expectativa, você não vai fazer a prova, você não vai fazer concurso. Você não tem frustrações quando você não estuda.

Agora imagina só: quando você estuda algumas horas por dia, poucas horas por dia, vai acarretar tudo isso que eu falei. Então, se você está nessa situação de estar estudando mais ou menos, estar se dedicando mais ou menos, seria interessante você pensar a respeito disso, analisar se é isso realmente que você quer. É estudar para concurso? É ser servidor publico? É essa sua visão de futuro para a sua vida? Porque a partir do momento que você faz esses questionamentos, também põe em cheque qual é a sua responsabilidade nos seus estudos.

A partir do momento que você decide realmente que é aquilo que você quer para a sua vida, ser servidor publico, estudar para concurso, fazer uma prova e alcançar um cargo publico, você vai colocar em cheque a sua quantidade de horas de estudo, as suas decisões, o que você está abrindo mão para conseguir tal sonho e analisando esse dois fatores: estudar mais ou menos e não estudar nada, você vai chegar a conclusão que enquanto você estiver estudando mais ou menos, você não vai conseguir alcançar essa visão de futuro para a sua vida.

Então, pense só: estude o máximo que você conseguir. Essa é a resposta que sempre dou quando me perguntam sobre quantas horas eu devo estudar para passar num concurso.

Essa pergunta é bastante comum: Roniere, quantas horas eu devo estudar para passar num concurso? A resposta é sempre a mesma, quantas horas você tiver disponível e quantas horas você conseguir extrair da sua rotina.

No meu livro Finalmente Concursado, nos últimos capítulos, eu acho que dedico 60 a 70% do livro para falar disso, de como achar horas de estudo e aumentar a sua quantidade de horas de estudo. Porque se existe duas obsessões que um concurseiro deve ter, são essas: primeiro, aumentar a sua quantidade de horas e, segundo, aumentar a qualidade de suas horas.

Então pessoal, era basicamente isso que eu queria falar. Para que você reflita se você está estudando o suficiente para alcançar o seu objetivo e que pense nessa questão: se você está estudando mais ou menos, vai conseguir coisas mais ou menos, vai alcançar mais ou menos os seus objetivos, ou seja, não vai se realizar por completo e, consequentemente, não vai realizar o seu sonho de passar em um concurso.

Então, ponha a mão na consciência. Pare um pouco para pensar e reflita sobre isso, estudar mais ou menos é muito pior do que não está estudando nada.

Um grande abraço e até a próxima!

Este foi mais um episódio de nosso SuperaCast, o nosso podcast semanal, que dessa vez foi em formato de vídeo. Para assisti-lo, CLIQUE AQUI

Veja também

Deixe seu comentário